Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > RISCOS
Início do conteúdo da página


Riscos para a Sociedade

 

A aderência aos planejamentos e à sustentabilidade dos Programas Estratégicos do Exército (Prg EE) são indicadores fundamentais para o sucesso da gestão do Portfólio Estratégico. Um fator decisivo para que aqueles indicadores apontem para a direção desejada é a capacidade de financiamento dos Programas. Desta forma, é importante destacar os riscos para a Sociedade representados pela interrupção ou redução do fluxo de recursos financeiros aportados aos Programas Estratégicos:

1. Frustração das expectativas da sociedade pela falta de capacidade de emprego eficaz do Exército na Garantia da Lei e da Ordem e no controle das fronteiras, com reflexos negativos para a segurança dos centros urbanos.

2. Redução na capacidade de proteger Ativos de Informação contra Ameaças Cibernéticas, com elevação dos riscos de colapso em vários setores vitais da sociedade.

3. Não cumprimento de compromissos contratuais, provocando despesas extraordinárias, desperdício de recursos com sistemas inoperantes e obsoletos, falência de fornecedores, desemprego e evasão de mão-de-obra altamente especializada.

4. Perda de confiabilidade da Base Industrial de Defesa, com descontinuidade de investimentos e de pesquisa e inovação.

5. Atraso no desenvolvimento e disponibilização de tecnologias de uso dual para o benefício da sociedade.

6. Elevação progressiva dos custos dos programas, devido às necessidades de reequilíbrio econômico, redistribuição de custos fixos e amortização de investimentos.

A situação instável da economia do País vem impondo a todos um quadro recorrente de séria restrição orçamentária. O grande desafio do Exército tem sido realizar as adaptações necessárias ao Portfólio Estratégico, tornando os programas viáveis em um cronograma estabelecido e ajustado a cada nova realidade orçamentária.

Fim do conteúdo da página